domingo, janeiro 07, 2007

High Tech

Em questão de música, gosto de dizer que tenho uma mentalidade aberta e nunca digo não à possibilidade de me embrenhar em diversos tipos de sonoridade nova. Não quero dizer que gosto de toda e qualquer merda, e que não tenho critérios. Verdade seja dita, sempre fui mais de gosstar de bandas do que de géneros. Tudo depende do momento, os meus gostos musicais são conjunturais. Neste momento, estou a passar por uma onda retro. Estou a voltar a (re)ouvir grupos punk, hard rock, goth, metal, etc dos anos 80 e 90. Joy Division, Bauhaus, New Order, Guns´n´Roses, Metallica pré-album negro, Manowar, NIN, Marilyn Manson, Sepultura era Max Cavalera, Megadeth, Iron Maiden, London After Midnight, Cure, Christian Death etc..

Não consigo gostar de hip-hop, por exemplo. E não gosto muito de nada que seja ligado a techno (embora haja algumas músicas de Goth-Industrial que são curtidas). O meu problema com tudo que seja techno é que não consigo ficar horas a escutar aquilo. Houve noites de Trance e Drum´n´Bass que eu até estava a gostar, mas passadas 2 ou 3 horas já estava com a maior dor de cabeça. Porém algo que eu detesto é o chamado techno comercial. Não entendo como vendem CDs disso. Não consigo imaginar alguém em casa, a querer relaxar, ao som de techno! Eu acho que o techno comercial só se ouve em 3 sítios. Nos ginásios e health clubs, nas lojas de roupa de marca e nas discotecas in!

Quem gosta desse tipo de música vai para o ginásio fazer exercício ao som de techno comercial, para ter um corpo que lhe permita caber nas roupas que compra nas lojas de marcas ao som de techno comercial, para poder entrar nas discotecas in, onde se ouve techno comercial.

Além do mais aquilo contem mensagens altamente prejudiciais para as pessoas em geral e os jovens em particular. Não tenho problema nenhum em ouvir letras que incitem à violência, ao suicídio, à depressão, à loucura, que sejam ofensivas, que contenham um forte conteúdo blasfemo, anti-cristão, satânico ou nazi. Agora coisas como:

"Wonder you will have to answer to the children of the sky"
Wtf??? Temos que prestar contas a crianças aladas? Creepy!

1 Comments:

Anonymous Anónimo tornou público que...

Muitas vezes a incapacidade para ouvir musica como Techo, house, drum (não estou a dizer que seja o teu caso), é acompanhada por um certo preconceito...Durante muito tempo dizia o mesmo que tu...que não gostava de nenhum género musical mas de algumas bandas. Neste momento digo: " Gosto de música! De música que me faça sentir...". Claro que géneros musicais como por exemplo o crust, por muito que tente gosto de muito pouco mas isso não implica que seja mau...também dizia que a música de dança era chata que passado umas horas já não suportava...Até que tive a sorte de ouvir bons Dj's e mudei de opinião...Digo. " Em tudo há algo bom, o que faz com que se ou são os nossoja bom para nós são os nossos gostos musicais."
Beijocas

9:49 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home