sábado, novembro 25, 2006

(Cultura) Menos que Zero

Ando a ler "As Regras da Atração" do Bret Easton Ellis. Perguntam, jocosamente, se é algum manual de frases de engate. Grunho que não, e espero que a conversa morra ali! Oh, vão desejo!
Segue-se o que eu receava e perguntam-me o que é aquilo, então. Não me apetece falar, contorno a questão e digo: "É o Regras da Atração, do Bret Easton Ellis." De repente, lembrando-me dos poucos, infindáveis, constrangedores segundos de ignaro silêncio que se seguiram áquela vez em que me perguntaram o que estava a ler e eu respondi Utopia de Thomas Moore, minto e acrescento: "O Bret Easton Ellis é um escritor estilo Nicholas Spark".
Seguem-se poucos, infindáveis, constrangedores segundos de ignaro silêncio, e verifico que não sabem de que porra estou a falar. Sinto-me dividido. Por um lado quero que a conversa acabe ali para poder continuar a ler, por outro sinto uma vontade de me divertir impune à custa dessas pessoas. Decido-me pela última opção. Afectando um ar enfadado, continho: "O Spark é um escritor que escreve livros muito românticos, açucarados e rosa, e o Ellis também, mas os seus livros ainda são mais românticos, açucarados e rosa". Não desistem, e perguntam-me de que trata o livro. Eu respondo que sao jovens universitários com problemas amorosos, mas mesmo sem ter ainda acabado de ler, consigo dizer que no fim todos acabarão felizes, casados e com um monte de filhinhos. Perguntam-me como sei, e eu respondo que o Ellis é bom, mas muito previsivel, e que as suas personagens são altruistas, bondosas, e que mesmo sofrendo maus momentos, sempre com um sorriso nos lábios, acabam por ter sempre um final feliz, e valores como o amor e a amizade triunfam sempre. Não digo nada sobre as situações extremas, a linguagem forte, o uso e abuso de drogas leves e pesadas, o sexo casual hetero e homossexual, a exarcebação do ego e a total falta de valores e objectivos num mundo opolento por fora e podre no interior, conceitos tão inconcebíveis e inalcançáveis para essas gentes quanto Física Quântica ou Filosofia Pré-Socrática. Perguntam se já li outros livros dele, e eu respondo que sim, que a temática deste é mais adulta, mas que os outros são quase contos de fadas modernos, que alguns já foram adaptados ao cinema por alguns realizadores especializados em comédias românticas como Quentin Tarantino, David Lynch ou David Cronenberg, e remato dizendo que os livros de Ellis fazem a delícia da pequenada e de algus adultos com o coração mais jovem Perguntam-me se seria um autor adequado para os respectivos filhos e eu respondo que todas as crianças acima dos 10 anos podem e devem ler.

5 Comments:

Blogger Muse tornou público que...

Tu és mm do pior!!!! Isso faz-se às criancinhas pá?????

Brett é o maior!!!!

6:21 da tarde  
Blogger Inês Ramos tornou público que...

Então não? Eu, se mandasse, tornava-o leitura obrigatória nas escolas!!! Amanhã exame: Ellis, Barker e Potty Z. Brite ;)

9:53 da manhã  
Blogger Sergy tornou público que...

E não esquecer >Stephen King, tb!;)

5:41 da tarde  
Blogger Carrie, a Estranha tornou público que...

Puxa, não conheço esses escritores q vc citou, mas fiquei curiosa. Parece bom...

12:58 da manhã  
Anonymous Mário tornou público que...

Ai Ai Ai, que isto não se faz? Então vais falar do ellis como quem fala do nicholas sparks e Paulo Coelho. Que Grande Pecado, pior ainda que o cometido no crime e castigo. O que vale é que há mentirinhas que se tornam saudaveis e produtivas lol

10:13 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home