segunda-feira, abril 17, 2006

Porradão neles!


Há dias uma empregada de um lar de crianças deficientes foi ilibada de usar na sua educação métodos agressivó-bondage, pois de acordo com o Supremo Tribunal de Justiça: "quem é o pai que nunca deu uma bofetada no rabo de um filho, ou não o meteu no quarto escuro?" O facto de as crianças serem portadoras de deficiências mentais e da dita senhora não ser a mãe delas, são por certo detalhes.
Ao ouvir esta notícia cuidei estar não em 2006, mas em 1906. Lembrei-me por fim que estava em Portugal, país onde só interessa defender as crianças quando são fetos. A partir do momento em que nascem, vale tudo, pode-se fazer o que se quiser com elas, abandonar, espancar, torturar, violar, vender ou mesmo matar.

1 Comments:

Anonymous devilspit tornou público que...

Eu nem quis acreditar quando ouvi essa! Às vezes este país tem coisas de bradar aos céus. É como aquele juiz que achou que as gaijas como trajavam mini-saias estavam a pedi-las...:s

7:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home