quinta-feira, março 30, 2006

Master of Puppets

Ao contrário do que se vê em outros tipos de governos e sociedades, em que os espectáculos de marionetes são mais rudimentares e básicos, nas nossas democracias ocidentais as cordas de títeres que nos controlam e manietam são perfeitamente invisíveis a olho nú.
Porém elas estão ali, e por vezes qualquer jogo de luz faz vislumbrar o brilho que denuncia a existência delas.
Mas nós preferimos a ilusão de ignorar esse facto, tal como nos tentamos convencer que o boneco do ventríloquo tem vida, vontade e voz próprias.

1 Comments:

Anonymous astropastor tornou público que...

Havemos filosofo. Tá muito bem dito sem dúvida.

4:25 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home