sexta-feira, fevereiro 03, 2006

Au! Au!

Aparentemente, uma das principais cadeias de comida para cão da Nova Zelândia terá oferecido várias toneladas do seu produto às crianças esfaimadas do Quénia. Face à recusa das autoridades daquele país africano (para humilhação, já bastou terem que aturar Sócrates, o grande caçador branco durante o Verão), a presidente da companhia disee que a comida era perfeitamente boa para humanos, e que ela própria comia biscoitos caninos todos os dias.
Daqui se retira duas coisas. Primeiro que a presidente deve ser uma cadela de 1ª apanha.
Em 2º, que a empresa é extremamente desumana.
Dar comida a pretinhos do 3º Mundo, quando há nas ruas da Europa, EUA, Canadá, Austrália e Nova Zelândia tantos cachorrinhos esfomeados não é justo!:(