terça-feira, janeiro 17, 2006

Ok, este já tem um bocado mais de mensagem política...ou não

Às portas das eleições, continuo indeciso. Uma coisa é certa, há 3 candidatos em que não vou votar. Um deles não tem hipótese, o outro já terá sorte se tiver algumas centenas de votos, e o outro vai ganhar, mas eu NÃO vou apostar no cavalo vencedor. Até porque a ludopatia é um vício pernicioso e muito feio.
Sendo assim só me restam 4 (sim, 4!!) hipóteses.
Uma hipótese será votar num candidato que tem poucas hipóteses de ganhar, e de quem eu não gosto.
Outra hipótese será votar num candidato que ainda tem menos (ou não) hipóteses de ganhar, e com o qual simpatizo mais.
Uma terceira hipótese será votar no candidato com o qual de facto me identifico, mas que não tem nenhuma hipótese de ganhar.
Isto é uma chatice. Deveria ser como no Totoloto. Mediante o pagamento de certa quantia pré-determinada, deveríamos ter o direito a colocar mais cruzes.
Quanto muito, e como eles nunca implementaram aquela idéia de votação por sms, posso ainda optar pela última e 4ª opção: mandá-los todos foder. E a verdade é que, quando eu vejo a quantidade de lunáticos que aparecem na televisão a apoiar cada um dos 6 candidatos como se eles fossem a 2ª vinda de Cristo, ou o D. Sebastião, ou o caralho que os foda...cada vez me dá mais vontade de cagar de alto para aquela lenga-lenga do "direito e do dever cívico".

5 Comments:

Blogger magicgypsy tornou público que...

Completamente de acordo. Os tempos de antena parecem filmes do Rob Zombie. Peço desculpa ao Zombie mas é que parecem mesmo.

4:48 da tarde  
Anonymous devilspit tornou público que...

Oh! Como eu te entendo!! Uma pessoa sente que tem que cumprir o seu dever como cidadão mas não faz puto de ideia como o há-de fazer!!

7:10 da tarde  
Anonymous astropastor tornou público que...

Atenção meu amigo, se decidires cagar para eles, limpa o cú no final do acto.

10:05 da tarde  
Anonymous Fred tornou público que...

e voltamos à questão das sondagens serem anti-democráticas... para mim, elas deixavam de existir, e era da maneira que deixava de haver modas e passava a haver votos sinceros e honestos...

4:10 da manhã  
Blogger Catarina tornou público que...

Eu, por acaso, nao me angustio nada com as eleições...nem com estas nem com nenhumas.
Eu entendo que pensar que o Cavaco pode ganhar as eleições já no Domingo é de arrancar os cabelos, mas as regras são simples.

Não compreendo qual é o problema em votar num candidato que não ganhe.
Nem sei porque é que se há-de pensar nisso quando se vai votar.
Para mim o voto em alguém tem de responder afirmativamente a uma pergunta:"É esta a pessoa que eu vejo ter mais capacidades e perfil para ocupar este cargo e que eu acho que representa a minha posição?"
Se a resposta for SIM então nao me restam dúvidas nenhumas.
Se a resposta for NÃO em relação a todos os candidatos fico igualmente esclarecida porque o voto em branco é um voto tão válido e legítimo como outro qualquer.

Sinceramente ainda sinto um certo encantamento em ir votar e levo a coisa muito a sério.Por outro lado, três anos deve ser muito pouco tempo e a coisa deve passar-me depressa.Espero que não.

12:46 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home