sexta-feira, setembro 02, 2005

El Pibe



Caso não tenham ainda percebido, caros leitores, a secção "Coisas que me irritam" foi descontinuada...basicamente porque me irritava.
No entanto, este é um dia tão bom como outro qualquer para dizer que o cavalheiro da foto de cima sempre me irritou!
E não digo isso por eu ser daqueles que acham que o Maradona era indigno de apertar os atacadores da chuteira do Pelé. De facto, para mim "nerds" que gastam o tempo a discutir qual foi o melhor jogador de todos os tempos, se o preto brasileiro vendido ao grande capital internacional, defensor do Status Quo do futebol, ou o gorduroso bacorozinho cocainómano argentino com ilusões de Che Guevara estão no fundo da cadeia de evolução humana!
Mas a atitude deste gajo sempre me irritou, que querem!
Então esta nova imagem dele, de "rehab" light, com muito menos peso e livre do vício, a apresentar aquele talk show na Argentina ainda me irrita mais.
Na primeira emissão é vé-lo todo hipócrita a fazer as pazes com o Pelé!
Depois é vé-lo a admitir que a "mão de Deus" foi propositada! Que grande revelação...primeiro foi o 3º segredo de Fátima, depois isso! Já só falta conhecermos o segredo das estátuas da ilha de Páscoa, os segredos das pirâmides, a verdadeira história do Santo Graal, quem era Jack, o Estripador, quem matou o JFK e onde caralhos é que o Sadam escondeu as tais famosas ADM para podermos dormir descansados! E depois, Maradona ainda admitiu que o fez de propósito, pois os ingleses fizeram muito mal aos argentinos na guerra das Malvinas! De facto fazer batota num jogo de futebol para vingar uma guerra mostra um conhecimento de geo-política e um tacto para a diplomacia internacional notáveis! Da próxima vez que Israel jogar com a Alemanha já sabe a receita para vingar Auschwitz.
Finalmente foi vê-lo a renegar o filho italiano que tem, dizendo e mostrando que só as 2 filhas "legítimas" é que contam para ele! Fazer merda e continuar a negar, mesmo que tendo que reconhecê-lo legalmente...mas que modelo para a juventude!
No entanto confesso que tenho inveja...deve ser excelente poder fazer e dizer tudo que me dá na bolha e ter sempre um país a apoiá-lo! É por isso que não curto a Argentina...não gosta nada daquelas atitudes super-emotivas tipo tudo muito choradinho, tudo muito tango de Gardel, tudo histerias colectivas por causa de mulheres de dictadores que têm cancro, tudo de terço na mão a rezar para que a selecção ganhe o mundial...não tenho mentalidade de latino, talvez.

9 Comments:

Blogger Tere tornou público que...

Querido amigo, nada disto tem a ver com a mentalidade de latino... tem a ver sim com mentalidade retardada... é que esses pseudo-latinos têm uma vidinhas tão miseráveis que nem com toneladas de dinheiro conseguem crescer...Eu chamo pseudo-latinos porque eles são meros americanos cuja língua evoluiu (aquando dos descobrimentos ou achamentos) para o descendente do latim...
Não gosto do Pibe...aliás acho-o mesmo isso... um bácorozinho gordoroso...Latino só por associação à lingua...

10:06 da manhã  
Blogger Paulo´s Cezar tornou público que...

ó sergy!! aCtitude? aCtitudes?? vê la isso bem!!!! ;)

10:53 da manhã  
Blogger Paulo´s Cezar tornou público que...

ah e ja agora..... ja te avisei mas ainda nao te vi por la

http://triplas.blogspot.com
;)

10:55 da manhã  
Blogger carmuue tornou público que...

"gorduroso bacorozinho cocainómano argentino com ilusões de Che Guevara" ah ah ah ah ah
demais!
bigadax plos votos de sorte!
bxs

4:56 da tarde  
Blogger magicgypsy tornou público que...

A Argentina é um caso à parte. A paixão pela bola é doentia.É tudo o que interessa no mundo.
Se acho que está bem ? Não acho. Mas o povo é assim. Eles lá choram quando a equipa perde.Choram!! Nós culpamos o árbitro e dizemos que eles ganham muito dinheiro. Na Argentina choram.
Pode não ser muito aceitável mas que torna o futebol mais interessante lá isso torna.

5:57 da tarde  
Blogger Sergy tornou público que...

Exactamente, gipsy...Mas tudo o que é fundamentalismo chateia...também acontece rivalidades dentro de claques do mesmo clube(!!!) que às vezes acabam em mortes!
Já imaginaste os SDs aos tiros uns aos outros?
Era a loucura.
Eu realmente não tenho nada contra a Argentina...só não curto a pose do gajo...

6:37 da tarde  
Blogger unknown soldier tornou público que...

da minha parte... perdoo-lhe tudo! não há palavras para descrever a sensação de o ver jogar!

10:20 da tarde  
Blogger mitra tornou público que...

devo confessar que nunca gostei do maradona fora dos relvados. depois do golo com a mão marcado à inglaterra no mundial do méxico e utilizado como arma política pelo seu autor como vingança sem nexo pelas mortes argentinas nas malvinas, o pequeno homem sempre teve a tendência de andar com más companhias e falar sistematicamente pelo cu. é tão simples como isso, quanto mais velho, quanto mais pancada dá na mulher, quantas mais curas de desintoxicação feitas na terra do tio fidel, pior fica. tanta cura para se chegar à conclusão que o homem não tem cura. a coca queimou-lhe os poucos neurónios que lhe restavam e agora resta-nos abrir a boca de espanto com a audácia de el pibe quando resolve contactar ou aparecer perante o público. um dia destes ainda tenta voltar a jogar futebol aos xxx anos de idade, tão forte é a sua capacidade de surpreender tudo e tudos pela negativa. vejam lá que diego armando lembrou-se de falar da altura em que conheceu o papa joão paulo II na sua autobiografia a ser publicada em breve. sem pretender endorsar essa que se prevê a todos os níveis brilhante obra literária, não podia deixar de partilhar o seguinte extracto, revelador com distinção do carácter nublado do pequeno génio da bola:
"conheci o papa. foi uma desilusão. ofereceu um rosário à minha mãe, la tota. deu um rosário à cláudia. quando chegou a minha vez, ele disse-me, em italiano "este é especial, só para ti." eu estava muito nervoso. depois da cerimónia, pedi à velhota que me mostrasse o rosário dela. era igual ao meu. dei a volta e fui perguntar "sua santidade, qual é a diferença entre o meu rosário e o da minha mãe?" ele não respondeu. limitou-se a olhar para mim, deu-me uma palmadinha nas costas, sorriu e continuou a caminhar. que grande falta de respeito! "diego, não me chateies – tenho pessoas à minha espera", era esse o significado da pancadinha. claro que fiquei muito zangado com ele."
se calhar querias milagres, palhaço...

10:11 da tarde  
Blogger Sergy tornou público que...

Agora é q disseste tudo, mitra...obviamente que era um regalo vê-lo jogar...agora tudo o q ele fez/faz fora dos relvados só me provoca vômitos!

11:44 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home