terça-feira, agosto 16, 2005

Amo-te



O melhor de viajar, além das recordações, é o voltar a casa.

Eu não tenho espírito aventureiro; não sou explorador, marinheiro, emigrante...não passo sem ti, sem a agrura griz e granítica da minha terra natal.
O explendor, o brilho, o sol que vejo noutras paragens, as riquezas forasteiras, os monumentos alheios, são para mim motivo de admiração; e contudo, nada significam para mim.

Como é bom estar de volta, passear nas tuas ruas íngremes e estreitas...amo-te...amo as tuas belezas e as tuas misérias, as tuas desgraças e alegrias. A melhor visão do mundo é descer de avião das nuvens e contemplar o teu puzzle urbanístico, rodeado de verde!

Que bom estar em casa, sentir o pulsar da tua gente, da minha gente. Percorro-te a pé e sinto o meu coração inchar de alegria. Sinto-me prenchido com uma energia muito positiva.Sei que também estás feliz por eu ter voltado. Abraças-me e aceitas-me como teu filho.

Visito lojas conhecidas, revejo pessoas de quem tenho saudades. Passeio a tarde toda para celebrar o meu reencontro com a minha terra! Uma puta com quase 50 anos pergunta se eu lhe quero ir ao pito! Faço de conta que não escuto e sigo em frente! Ela também é Porto! Isto é Porto! Estou em casa! E estou feliz!

2 Comments:

Blogger H. tornou público que...

Welcome Back! :)

8:39 da tarde  
Blogger magicgypsy tornou público que...

Já tardavas.

2:40 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home