segunda-feira, junho 20, 2005

Alvorecer Redentor

E agora? Que o sol irrompe pálido
Sobre o labirinto da degradação?
E agora? Que se quebra
A conjura cúmplice das Sombras
Sigo perdido plea dessincronia
Que grita muda em ruínas
Cambaleio pela sinuosidade
da metáfora da putrefacção humana
O vazio queima à luz solar...
Tolera-se melhor filtrada pela luz prateada
Da Lua, e Estrelas, e lampiões de gaz,
Únicos espectros nocturnos que emanam luz
O Sol é um predador cruel...
Sinto o escárnio dos seus raios
Na minha pele moribunda...beijam como o frio das navalhas
Hiperbolizados pelo dia, os excessos da noite passada
Das noites passadas, das vidas passadas
Personificam-se ante mim
Em bizarras alegorias de macabros carnavais,
Matizados de negro-bréu, escarlate-sangue e púrpura cadavérico
Em coros orquestrando cacofonias aberrantes
Um grotesco festim dos sentidos
Uma violação sensorial em massa
O Caos deturpa-me o equilíbrio, subverte as leis da Gravidade
Caio....
O instinto estende-me um braço...espalmo a mão contra a parede à minha frente
Amparo o tombo
E então, o excesso e auto-abuso alcançam um orgasmo simultâneo
Impotente para travar a cavalgada heróica do enjôo
Vomito...
Vomito comida, vomito alcóol, vomito droga, vomito sexo
Vomito sangue, suor e lágrimas
Vomito abortos de projectos
Vomito estilhaços de sonhos
Vomito arrependimentos
Vomito agruras passadas
Vomito ódios e amores e indiferenças
Vomito histórias retorcidas, mal-contadas
Assim aliviado, preparo-me para o momento pós-climax
Os joelhos estilhaçam-se
As minhas pernas sucumbem
Caio...
E antes de sentir na fronte
O fatídico beijo gelado do granito do solo
Espero então encontrar a paz que duvido existir
É então que o dia acaba e o Sol se põe
Ad Eternum

2 Comments:

Blogger NightWolf tornou público que...

Tudo isto para dizer que estavas todo fodido, tás la amigo tas lá ;)
Um grande abraço, gostei!!!

5:52 da tarde  
Blogger Sergy tornou público que...

Obrigado...mas a personagem não sou eu! LOL!
Isto que escravinhei é só um poeminha negro passado no século XIX!
Grande abraço!

7:32 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home