segunda-feira, abril 04, 2005

RIP




Eu sei que falar na morte do Papa é tudo menos original, mas dado que a originalidade não é o meu forte, apeteceu-me falar disso...e do que mais se verá!
Acho que toda a gente que lê o meu blog já percebeu que eu não sou propriamente uma pessoa muito religiosa!
Nem sequer é uma questão de ser ateu...o ateísmo tem uma certa militância, digamos um fanatismo quasi-religioso no qual não me revejo de forma alguma.
Eu penso em mim mesmo como um livre-pensador, a vaguear não raras vezes no domínio do agnosticismo.
Não sei se há vida após a morte, não sei se há um ser superior a castigar ou a recompensar pelos actos terrenos...eu penso que a haver Deus ele considera-nos como a um todo, pelo que não será lógico pensar que ele se preocupa com cada um de nós isoladamente...também penso que morrer será como dormir...e da mesma forma que durante a noite podemos sonhar ou ter pesadelos conforme o nosso estado de espírito, assim os nossos sonhos post-morten serão agradáveis (aquilo que os crentes chamam "Céu") ou não (o dito "Inferno")....porém essas teorias mirabolantes reservo-as para os dias em que me sinto meta-físico...o que não é sempre...
Agora, uma coisa é certa...todos os dias sou anti-clerical e contra as religiões organizadas!
Isso não é propriamente nada de mau!
Vejam a Bíblia, por exemplo...a Bíblia é um livro rico em metáforas, hipérboles e outras figuras de estilo...mas o que a maior parte das pessoas se esquece é que é um livro escrito em sentido figurado, e tem que ser interpretado à luz da época! Como qualquer livro, permite diversas interpretações, conforme o leitor. Eu acho que se podem tirar duas grandes ilações da Bíblia:
A primeira é que a oração, consoante as convicções de cada um, não tem obrigatoriamente que se reger pelos cânones estabelecidos pelo status quo religioso, e a idolatria deve ser evitada.
Um amigo meu diz que não vê grande diferença entre um bezzerro de ouro e um tipo pendurado numa cruz, e eu dou-lhe razão!
A segunda é que se pode matar um homem, mas não uma idéia...embora às veze as idéias custem a entrar nas nossas cabecinhas duras...é como se Deus quisesse ensinar-nos uma lição e nós voltássemos a cair no mesmo erro! A humanidade é retardada; é um aluno "especial"! De outra forma não criaria uma religião organizada em honra de um homem perseguido e morto por...outra organização religiosa!
Como tal, não fui nem nunca serei grande fã deste ou de qualquer outro Papa:
1) Porque não gosto do Clero! Sou preconceituoso nesse aspecto, é verdade.
2) Porque a escolha do Santo Pontíficie está politizada (tal como os Prémios Novel da Paz e da Literatura). Acham que foi coincidência a escolha de um Papa polaco no apogeu da Guerra Fria?
3) De todas as religiões cristãs, a católica é a que me provoca mais comichão. Porque não gosto da idolatria que lhe está associada, sobretudo o culto Mariano. Esse culto está associado à fusão que houve no Mundo Antigo entre o cristianismo emergente e as antigas religiões pagãs de cariz matriarcal. Em lado nenhum da Bíblia se fala em adorar a mãe de Cristo, e custa muito ver no século XXI num país dito europeu certas e determinadas cenas medievais (acho que percebem onde quero chegar).
Por outro lado não concordo com o celibato forçado dos padres e a não ordenação das mulheres.
Finalmente, não concordo com a penalização do aborto e da eutanásia. E quanto à paranóia do Vaticano contra os métodos anti-concepcionais...isso é tão ridículo que nem merece comentário.

No entanto, acrdito que Karol Wojtyla fosse um homem bom, e que viveu segundo as suas convicções!
E eu prezo toda e qualquer vida humana.

RIP, portanto!

6 Comments:

Blogger Miguel tornou público que...

Sentes-te encanitado?

12:10 da manhã  
Blogger Sergy tornou público que...

Muito!

8:11 da manhã  
Blogger Joanissima tornou público que...

Boa tarde. Passei por aqui, recomendada por uma amiga e tive que comentar. O seu blog diverte-me. Faz-me rir. E, apesar de toda a insanidade que o assiste (e isto é, claramente um elogio) gostei deste diferente registo sério. Concordo consigo na maioria das coisas que disse mas, já agora, aproveito para lhe aconselhar (bem sabendo que a literaura lhe dá sono tantas vezes) um livro fantástico que se tornou a minha "Bíblia" e que descreve o Deus de que fala. "Conversas Com Deus" de Neale Donald Walsh.
Um beijo

4:29 da tarde  
Blogger Sergy tornou público que...

Olá Joana...ainda bem que apreciaste...e obrigado pelo elogio do insano!;)
Este blog nem é sério nem é a brincar...simplesmente eu escrevo o que me dá na telha!
Espero que possa contar com a tua visita com frequência...
Entretanto estou a escrever muito à pressa, mas quero que saibas que logo que tenha mais tempo passarei pelo teu blog para lhe dar a atenção que ele merece!
Quiçá tenhas aqui um link em breve..
Uma curiosidade...quem é a tua amiga?
Bjos!

7:53 da tarde  
Blogger Joanissima tornou público que...

Voltei... Os blogs servem exactamente para isso... para escrevermos o que nos dá na telha... Mas o seu blog tem claramente um travo de humor insano que me diverte imensamente...
A minha amiga responde pelo nome de Ermelinda... E, também ela, é uma grande admiradora sua... : )
Passe no Intensidades sempre que desejar... Apesar de ser um registo muito diferente do seu... Mas também é o que me dá na telha.... (temos telhas diferentes, de onde se conclui)
Beijo

11:55 da manhã  
Blogger Sergy tornou público que...

O que importa é a liberdade de escrevermos o que nos vai cá dentro!

10:36 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home