sábado, fevereiro 12, 2005

Querer é poder!...Pff...então não é? É isso tudo...

Eu na última 4a-Feira fiz uma das merdas mais absurdas da minha absurda vida!
Fiquei a trabalhar até às 5.30 da manhã de 5a-Feira, totalmente sozinho, com a Alternância completamente deserta!
O facto é que se tinha que entregar umas fotocópias dos documentos da contabilidade de Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro de 2004 no Centro de Emprego até às 9 da Manhã, e eu, possuído sabe-se lá porque espíritos idiotas, tive a peregrina idéia de ficar no meu posto, a executar um trabalho de contínuo, eu que sou licenciado em Gestão de Empresas!
Não me posso queixar...não sei porque o fiz! Sou idiota, por vezes! Meteu-se-me na cabeça uma idéia obstinada de cumprir o meu dever! Eu sei que o meu emprego não pode pagar horas extras!
Mas que querem? Eu sou assim! Sou Amor Incondicional! Dou tudo o que tenho, sem esperar nada em troca! Nem sequer um "Obrigado".

Foi longa essa noite! Longa, dura, e solitária! À medida que as horas iam passando, tendo por única companhia um rádio e a tv, e a incessante cacofonia da máquia fotocopiadora, pensei em muitas coisas diferentes. O meu espírito quebrou e colou-se milhentas vezes. Pensei em todos os meus amigos, quase todos cm empregos decentes, de futuro, bem pagos, e que nessa noite não estavam sozinhos como eu. E chorei, sim! Lágrimas de amargo desgosto. Mas rápidas!
As horas passavam e eu comecei a ficar com certos instintos suicidas!
Pensei o engraçado que seria os meus colegas chegarem na manhã seguinte, e virem-me com os pulsos cortados! Imaginei o aftermath da minha macabra decisão!
As horas passavam e eu comecei a ser invadido por uma estranha euforia! E ri-me sozinho! Sem motivos.

Às 5 da manhã, quando o trabalho estava quase pronto, a máquina deixou de me obedecer! E eu não consegui acabar! Deixei um papel a dizer o que se passou, dormi a manhã toda, mas a verdade é que eu tive aquele trabalho todo e eu NÃO CONSEGUI acabar! No dia seguinte, soube que os meus colegas acabaram o trabalho, que sem mim aquilo não tinha chegado a tempo, mas eu NÃO CONSEGUI acabar! Voltei para casa às 5.30 da manhã, cabisbaixo, e muito desmoralizado! Ficaram-me mazelas físicas desse one night stand com a máquina de fotocópias! Quase não sentia as pernas no dia seguinte! Mas o que se passa é que também ficaram cicatrizes emocionais!

Querer é poder? O Caralho! Isso é daquelas frases optimistas, queem certas ocasiões são mentira! Há tantas coisas que eu queria, e anseava, e quero e anseio e não consigo nem conseguirei! E não é por falta de vontade, nem falta de ganas, nem falta de empenho! Há certos céus que não se conseguem alcançar, certos sonhos que permanecerão no reino do onírico, para sempre. E por mais que nos esforcemos, não os conseguiremos acabar...

2 Comments:

Blogger A Besta tornou público que...

Pois, infelizmente sabemos que na realidade as coisas não funcionam assim, não é só querer...

12:17 da manhã  
Blogger Sergy tornou público que...

Quando muito, querer é preserverar!

2:07 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home