domingo, fevereiro 27, 2005

Cura contra a insônia



Normalmente não tenho insônias! É que eu tenho que acordar à semana às 7.30, para ver se não chega mais do que 20 minutos atrasado ao emprego, e normalmente nunca me deito antes da 1 (às vezes, 2 ou 3). Ao fim-de-semana deito-me sempre lá para as 5, 6 ou 7 e acordo sempre lá para as 2 da tarde! Por isso, normalmente quando me deito e fecho os olhos costumo apagar-me como uma vela!
Mas por vezes, quando demoro um pouco mais para adormecer, sirvo-me de um subterfúgio que descobri ser-me útil para dormir!

Eu começo a imaginar que o meu cérebro é uma cidade! Não uma cidade qualquer...uma metrópole, uma megapólis com milhões e milhões de habitantes. E também não é uma cidade que exista! É uma cidade híbrida, pois em termo de habitantes e arquitectura é um cross-over transatlântico entre Paris e Nova York, Londres e Los Angeles!
O cenário é de noite, e o tempo está seco, mas gélido e com um denso nevoeiro! O que por si só indica que esta é uma cidade nórdica, habituada à neblina, chuva e neve!
As ruas têm ujm contraste brutal! Arranha-céus altíssimos lado a lado com monumentos e igrejas seculares! É uma arquitectura granítica, com um toque de Europa central! Estou a pensar Munique, Praga, Budapeste!
É uma cidade costeira, tem um aeroporto no norte e outro no extremo sul! Atravesso-a toda com o pensamento! A oeste estão as grandes moradias dos habitantes mais ricos! Vamos aproximando do centro, e encontramos o coração financeiro da cidade, ao lado da catedral gótica.
À medida que nos afastamos do centro e vamo-no dirigindo para leste, deixamos as lojas da moda e entramos no bas fond, ao lado das docas. Perto estão os bairros sociais, os ghettos, que escondem ruínas pessoais e familiares atrás de paredes cobertas com grafittis que berram palavras de ordem e de revolta, mas que são carcomidas pelo tempo.
É uma cidade que não dorme! Observo-a de cima e delicio-me com os seus sons nocturnos! As sirenes incessantes de ambulância e polícia, gritos, canções ébrias, tiros ocasionais!
A cidade respira vida, respira morte, respira amor e ódio. Os fluídos nocturnos brotam abundantemente...sémen, sangue, suor, lágrimas, vomitado. Os felizes dormem o seu merecido ou imerecido sono protegidos por grossas paredes! Os malditos caminham pela noite!
E então volto ao centro da cidade.
Entre as zonas comerciais e a antiga catedral, cercada pelas ruínas da muralha medieval, existe uma central eléctrica! Sim, uma central eléctrica no meio da cidade!

De repente imagino 3 castorzinhos com capacetes amarelos de pedreiros a aproximarem-se da central! Entram num beco escuro lateral, onde se encontra a entrada de serviço!
Entram na central, e aproximam-se de uma grande alavanca!
Eles baixam essa alavanca, e de repente, as luzes da cidade começam a fechar-se lentamente, desde as zonas vips no poente, passando pelo contraditório centro, até ao miserável nascente!

Normalmente isso põe-me a xonar!
Posted by Hello

4 Comments:

Blogger Miss I tornou público que...

Eu n costumo dormir nada de noite mas a modos que já estou habituada. Mesmo assim, achei piada à tua ideia! Até tentei esta noite, o único problema é que eu sou incapaz de manter a mesma ideia no cérebro por mais 5 segundos! O meu cérebro está sp a puxar coisas atrás de coisas e eu perco o fio à meada, não sei onde comecei, n sei pq estou a pensar naquilo e só sei q fico chateada pq já devia estar a dormir! lol

12:21 da tarde  
Blogger Sergy tornou público que...

Pois olha, pelo menos eu tenho esse dom...mesmo que tenha a mente e o coração pesados, e a cabeça cheia com milhares de problemas de natureza diferentes...e a maior parte do tempo tenho...consigo abstrair-me de tudo e dormir bem de noite!

8:57 da tarde  
Blogger Inês Ramos tornou público que...

"You are sooo damn'fucked up, mister... -- if I were Mrs. Granny I'd teach you...
- No more playing SIMS-5900 until 4am for you hear me, young men???"

7:50 da tarde  
Blogger Sergy tornou público que...

I hate Sims!

12:36 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home